• Portal Vale dos Pireneus

Prefeitura Municipal de Corumbá de Goiás decreta cancelamento das Cavalhadas de 2020



O prefeito do Município de Corumbá de Goiás realizou uma reunião no dia 1º de julho junto à representantes do poder Executivo, Legislativo e Judiciário, Revendo, Imperador das Cavalhadas, Rei Mouro e Cristãos, Vigilância Sanitária Municipal, Polícia Civil e Militar, para tratar a cerca dos festejos das Cavalhadas de 2020.


Conforme decreto de nº4.629 de 03 de julho de 2020, ficou decidido que , os festejos das cavalhadas de 2020 ficariam canceladas, além de, novenas, missas, camelôs, barraquinhas, ranchos e qualquer atividade que gere algomerações, devido ao Covid-19.


A festa acontece, tradicionalmente, durante a comemoração do dia da padroeira da cidade, N.S. da Penha de França, no dia 8 de setembro, e faz parte do calendário de eventos culturais do Estado, integrando o Circuito das Cavalhadas de Goiás.


As Cavalhadas foram inspiradas nas tradições medievais portuguesas e espanholas e foram trazidas para o Brasil no século XVI. Segundo o historiador Ramir Curado, eles começaram a participar de uma festa no Divino Espírito Santo, em Corumbá de Goiás, em 1752. O encontro reuniu espíritos e crenças religiosas, cultura, turismo e valorização do patrimônio histórico, e atraiu moradores e turistas locais a reviver suas tradições.


No campo de batalha, 24 cavaleiros - mouros e cristãos - encenavam uma história todos os dias em uma bela performance ao vivo: fogo / prisão e desafio de batismo, sacrifício de cabeça e testador de anéis. Por um lado, o rei, embaixador e dez soldados mouros (em vermelho); por outro lado, o rei, embaixador e dez soldados cristãos (azul), revisitaram a regra entre os dois exércitos na Península Ibérica Batalha de status. A banda do centenário 13 de Maio apresentou toda a parte musical da festa, e Ramir Curado participou como cenógrafo e narrador por 39 anos.



DECRETO 4629 (2)
.pdf
Download PDF • 622KB


SIGA A GENTE EM NOSSO INSTAGRAM

@portalvaledospireneus






56 visualizações0 comentário