• Portal Vale dos Pireneus

MP-GO investiga contratação irregular de funcionários em cidades de Goiás

Prefeitos contratavam sem concurso público, favorecendo apoiadores politícos



O Ministério Público conduziu nesta quinta-feira (24) a Operação "O Tronco", apurando a contratação ilegal de centenas de funcionários de Prefeituras no Nordeste de Goiás sem concurso público. Segundo o Ministério Público, o prejuízo causado ultrapassou R $ 15 milhões.


No total, foram executadas 15 ordens de busca e apreensão nos municípios de Alvorada do Norte, Buritinópolis, Damianópolis, Simolândia e Sítio d’Abadia. O município de Mambaí também é investigado pela mesma irregularidade. Entretanto, não foram cumpridos mandados na cidade.


A Prefeitura de Simolândia informou que forneceu ao MP "todos os documentos requisitados" e que "pauta sua administração pela transparência". A administração de Alvorada de Norte disse em nota que a assessoria jurídica vai tomar conhecimento do teor do processo para se manifestar.


Comprovada a improbidade administrativa, os responsáveis serão multados, deverão ressarcir o dano causado, perder o cargo e ter seus direitos políticos suspensos.


A Prefeitura de Simolândia informa que sempre colaborou e colabora permanentemente com a Justiça sempre que necessário.


Na data de hoje a Prefeitura de Simolândia, forneceu ao Ministério Público Estadual, em diligência, todos os documentos requisitados entendendo que pauta sua administração pela transparência e honestidade e está a disposição para quaisquer procedimentos.


Reiteramos ainda que no ano de 2017, a Prefeitura de Simolândia foi destaque ficando entre os 10 municípios no ranking de transparência do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-GO).


A administração de Alvorada de Norte disse em nota "que a assessoria jurídica vai tomar conhecimento do teor do processo para se manifestar. Sempre trabalhamos com transparência e dedicação para fazer o melhor para Alvorada do Norte. Confiamos na Justiça".


1 visualização0 comentário