• Portal Vale dos Pireneus

Caiado assina novo decreto para reabertura de atividade em Goiás

Caiado assina decreto que permite reabertura econômica após 14 dias de isolamento


O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), assinou um novo decreto nesta segunda-feira (13), que divulgou as funções de alguns departamentos não essenciais do estado, como bares, restaurantes, atividades gerais de negócios e eventos esportivos, respeitando normas sanitárias. A política de flexibilização foi implementada de acordo com as regras anteriores, que proibiram essas atividades nos últimos 14 dias.


O decreto foi publicado no Diário Oficial algumas horas depois e entrou em vigor na terça-feira (14). Também nesta manhã, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), publicou novo decreto municipal seguindo as diretrizes e normas estaduais.


Atividades que poderão ser reabertas:

  • Eventos esportivos (sem público)

  • Academias poliesportivas

  • Bares e restaurantes (obedecendo lotação máxima de 50% da capacidade)

  • Comércios em geral

  • Atividades religiosas presenciais


Atividades que continuarão proibidas:


  • Visitação a pacientes internados com Covid (exceto casos de necessidade de acompanhamento de crianças)

  • Visitação a presídios e centro de detenção para menores

  • Eventos públicos e privados de qualquer natureza, desde que presenciais

  • Atividades em clubes recreativos e parques aquáticos

  • Aulas presenciais em instituições de ensino públicas e privadas

  • Boates, salões de festas e jogos

  • Cinemas, teatros e casas de espetáculos (porém será liberado o cinema drive-in, que acontecerá no pátio do estádio Serra Dourada).


O decreto também estabelece que as empresas devem operar sem ignorar os regulamentos de saúde, como o uso de máscaras, mantendo a distância entre as pessoas e proibindo aglomeração.


O cumprimento do decreto será supervisionado pela autoridade administrativa competente. Dependendo da situação, quaisquer discrepâncias encontradas podem resultar em multas (valores não informados), interdições e até cancelamento do alvará.


Estabelecimentos como bares e restaurantes, por exemplo, estão proibidos de funcionar normalmente há quatro meses, quando o primeiro decreto contra o coronavírus foi publicado. Neste período, eles podiam operar nos sistemas de delivery e drive thru, mas nunca abrindo as portas para receber clientes.


O Secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, enfatizou a importância da distância social, mas reforçou que essa não é a única medida de mitigação. “Ele cumpriu o achatamento da curva e possibilitou a expansão da rede de saúde. Neste momento, temos diversas atitudes e ações atenuantes. O isolamento social é mais um dos atenuantes. Neste momento, sozinho, é anacrônico. O distanciamento social não é mais objeto de normativas, mas de consciente coletivo”, afirmou.


Caiado disse em seu discurso que a vida não pode ser banalizada e pede para que os protocolos de saúde sejam cumpridos. O prefeito Iris Rezende ressaltou que o comércio é o principal vetor econômico da capital e lembrou que sempre estava ao lado das ações do Estado.




SIGA A GENTE EM NOSSO INSTAGRAM:

@portalvaledospireneus





Quer ser um parceiro do nosso portal?

entre em contato conosco via e-mail:

portalvaledospireneus@gmail.com


253 visualizações0 comentário