• Portal Vale dos Pireneus

Ambulantes do Rio de Janeiro vendem coronavac falsificada por R$50,00

Além da vacina, eles oferecem para aplicar a vacina mediante a uma taxa de R$10,00


Reportagem publicada pela revista Veja, traz a informação de que vendedores ambulantes do Rio de Janeiro estão vendendo caixas de uma suposta vacina contra covid-19 nas ruas da capital fluminense pelo valor de R$ 50.


A vacina ainda não foi disponibilizada. Muito menos colocada à venda. Mas o mesmo ambulante que anuncia as doses do imunizante também diz que pode aplicá-la por R$ 10 em uma farmácia “no coute” – “no coute” é uma gíria para algo feito “no esquema”.


A imagem da caixa, repleta de caracteres chineses, já viralizou nas redes sociais. “É tão inacreditável que eu tenho quase certeza de que era brincadeira. Só no Madureira esse tipo de coisa acontece”, disse à Veja o produtor cultural Sérgio Oliveira, de 58 anos. “Um amigo meu disse que em Bangu também estão vendendo coisas estranhas”.


Na última segunda-feira, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que o estado paulista terá 10,8 milhões de doses da coronavac até o dia 31 de dezembro. O próximo lote de entrega – com matéria-prima enviada da China ao instituto Butantan pelo laboratório Sinovac – tem previsão de chegada na próxima quinta-feira, 24.


Com este lote, será possível produzir 5,5 milhões de unidades do imunizante. Em São Paulo, o plano de vacinação deve começar apenas no dia 25 de janeiro.


Nesta segunda, a Anvisa concedeu a certificação de boas práticas de fabricação à Sinovac, um dos pré-requisitos para a continuidade tanto do processo de registro da vacina quanto de um eventual pedido de autorização de uso emergencial que venha a ser apresentado à agência reguladora.



SIGA A GENTE EM NOSSAS REDES SOCIAIS:


@portalvaledospireneus



19 visualizações0 comentário